Anemia olhos: consultas oftalmológicas e boa alimentação podem fazer toda a diferença!

Anemia olhos: consultas oftalmológicas e boa alimentação podem fazer toda a diferença!

Já ouviu falar de anemia nos olhos? É uma realidade que merece a sua atenção!

Acredito que não é a primeira vez que ouve “os olhos são o reflexo da alma”, mas na realidade são as janelas do corpo, por serem capazes de revelar outros problemas de saúde, como a anemia.

Os olhos também dão sinais de que o nosso organismo não está a corresponder como deveria, a maior prova disso é que o olho branco acentuado é sinal de anemia!

As mucosas na parte interna do olho traduzindo olhos esbranquiçados e conjuntiva pálida são indicadores evidentes de níveis de hemoglobinas baixas e de diagnóstico provável de anemia.

Tendo em consideração o desconhecimento perturbador sobre olhos com anemia e, o papel determinante que a alimentação tem no seu combate, hoje vamos debruçarmos sobre esta temática.

Antes de mais, é crucial que compreenda o que é a anemia. Vamos começar?

Anemia nos olhos: como se origina?

A anemia é uma condição que se origina sempre que a hemoglobina no sangue pode estar muito abaixo do normal, causada por uma carência de nutrientes essenciais para o nosso organismo.

O ferro é um nutriente vital para a saúde do organismo, uma vez que participa na formação da hemoglobina, proteína que representa aproximadamente 30% de cada glóbulo vermelho, também designados hemácia ou eritrócito.

Os glóbulos vermelhos são responsáveis pelo transporte de oxigénio pela circulação sanguínea. No entanto, se tivermos níveis baixos de ferro, a medula óssea não produz hemoglobina de forma adequada.

Para os mais curiosos, as hemácias que estão no sangue vão até ao pulmão, captam o oxigénio respirado, conectando-o à hemoglobina, para depois viajarem por toda a circulação sanguínea distribuindo esse oxigénio e assegurando que todas as células do corpo funcionam devidamente.

Se sofrer de anemia, o seu organismo terá maior dificuldade em espalhar esse oxigénio pelos vários tecidos do corpo. Quanto mais grave for a anemia, menor será essa entrega de oxigénio.

A maioria dos casos de anemia tem origem na carência de ferro, mas há casos causados por deficiência do zinco, vitamina B12, ou ácido fólico.

Também as infeções, estados inflamatórios crónicos, intoxicação da medula óssea por medicamentos, insuficiência renal, cancro hematológico, gravidez, doenças autoimunes e genéticas podem ser a causa da anemia.

Os níveis elevados de bilirrubina no sangue podem ainda ser detetáveis nos olhos de uma pessoa anémica através do tom amarelado intenso da esclerótica, parte branca dos olhos.

No olho de uma pessoa anémica a pele e as mucosas começam a receber menos sangue e, até o pouco sangue que recebem é diluído por falta de hemácias.

A somar a isto está a palidez característica das mãos, além de estas poderem ficar mais frias.

Olhos esbranquiçado e anemia são sinais típicos de uma anemia falciforme, a hemoglobinopatia grave típica de uma doença genética responsável pelo transporte de oxigénio dentro das hemácias.

Este tipo de anemia é uma verdadeira ameaça podendo suscitar uma série de alterações oculares: na conjuntiva, atrofia na íris, hemorragias pré retiniana ou na retina superficial  resultando pontos iridescentes como sequela das hemorragias.

A tortuosidade vascular, oclusões dos vasos da coroide e alterações maculares, podem ser também sinais de anemia falciforme nos olhos.

Ainda mais alarmantes são as alterações proliferativas, derivadas por vasos anómalos que se formam em regiões onde os vasos normais já foram obstruídos, correndo o risco de desenvolver hipoxia acentuada (oxigenação inadequada).

Estes vasos anómalos são capazes de promover ainda tração na retina, originando hemorragias abundantes ou até descolamento de retina.

Apesar desta condição poder ser bastante grave e invasiva, há soluções para a combater, descubra tudo no próximo tópico!

Anemia nos olhos: Como a podemos combater?

Uma alimentação equilibrada e rica em nutrientes é a melhor aliada para o bom funcionamento do organismo como um todo e, isso inclui a saúde visual!

O que comemos influencia muito a saúde dos nossos olhos e, alimentos ricos em vitaminas A, E e C devem ser uma prioridade.

Pelo facto de serem antioxidantes conseguem fazer frente a radicais livres e até promover  o atraso do envelhecimento!

Substâncias como luteína e zexantina são muito valiosas nesta função e estão presentes nos vegetais amarelos, alaranjados, vermelhos e verdes.

Outro grande destaque vai para o ômega 3, abundante em peixes, mas também em nozes, sementes de linhaça e de chia, entre muitos outros.

O ômega 3 desempenha um grande papel na lubrificação dos olhos e no combate ao Síndrome do olho seco, importante para a preservação do filme lacrimal, a camada muito fina que reveste a superfície ocular.

Concluímos assim que a anemia ou olho branco pode ser um sinal claro de um problema de saúde subjacente, sendo por isso urgente procurar acompanhamento oftalmológico especializado para assegurar um diagnóstico e tratamentos adequados.

Tem fortes suspeitas de anemia nos seus olhos? Podemos orientá-lo no próximo passo!

À sua espera na Clinsborges estará uma equipa clínica altamente qualificada e especializada nesta condição ocular, pronta para realizar uma abordagem multidisciplinar eficaz proveniente de áreas como a psicologia e nutrição.

Não permita que a anemia evolua e comprometa a sua qualidade de vida, coloque a sua saúde ocular em primeiro lugar!

Marque já a sua consulta de oftalmologia na Clinsborges, através dos contactos disponibilizados.