Operação miopia tudo o que deve saber

Operação miopia tudo o que deve saber

Será que sabe tudo sobre a operação miopia? Chegou ao artigo certo!

Os óculos e lentes de contacto são o método mais comummente usado para corrigir a miopia.

No entanto, a cirurgia a laser tornou-se com o passar do tempo o método mais popular.

Já o implante de lentes artificiais é uma técnica relativamente recente e, muito usada quando o paciente não pode ser submetido a cirurgia a laser.

A nossa clínica oftalmológica sediada no Porto atua desde 1992 na prevenção e tratamento das principais doenças oculares.

Muitos erros refrativos evoluem e desenvolvem doenças oftalmológicas como o glaucoma, ou cataratas pela negligência de sintomas e atraso no tratamento.

Preocupados com este quadro, resolvemos preparar um artigo com toda a informação clara e precisa para que possa agir mais rápido que a miopia!

Vamos começar?

 

Operação miopia: Lentes de correção

Óculos

A espessura da lente que será prescrita irá sempre ao encontro da graduação necessária para corrigir a baixa da acuidade visual.

Ao usar esta lente conseguimos que a luz e a imagem sejam focadas corretamente na parte posterior do olho (a retina), para que os objetos distantes não surjam desfocados.

Lentes de contacto

As lentes de contacto também são usadas para corrigir a visão, tal e qual como acontece com os óculos!

Existe quem opte pelas lentes de contacto porque são mais leves e invisíveis, já outros não toleram a irritação ocular que a superfície do olho começa a manifestar.

As lentes de contacto podem ser diárias e descartáveis ao final do dia, mas também podem ser mensais.

Os nossos médicos oftalmologistas no dia da consulta e, com base em todo o historial recolhido, recomendam a solução adequada para cada caso.

Qualquer lente de contacto deve ser higienizada corretamente para evitar infeções oculares, que por sinal podem complicar a miopia previamente diagnosticada.

 

Operação miopia: Cirurgia ocular a laser

A cirurgia ocular é possível graças ao laser Excimer que permite “queimar” pequenas áreas da córnea e corrigir a sua curvatura, para que a luz fique mais focada na retina.

Existem e tipos principais de cirurgia ocular a laser:

  • Queratectomia fotorrefrativa (PRK) – quando uma pequena quantidade da superfície da córnea é removida e, recorremos ao laser para remover o tecido e moldar conforme desejado a forma da córnea;
  • Queratectomia a laser in situ (LASIK) – Criação de um retalho e posteriormente remoção de tecido corneano, moldando a córnea segundo cálculos previamente efetuados.

 

Os anos de experiência são suficientes para afirmarmos que a cirurgia ocular a laser produz resultados excelentes; no entanto o tempo de recuperação é um assunto diferente a debater!

O Lasik incentiva muita procura pelo processo ser indolor e, a visão recuperar dentro de poucas semanas.

O PRK ficou conhecido por ser um procedimento um pouco doloroso, para além de exigir vários meses para que a visão estabilize por completo.

Nesta altura deve estar a questionar qual dos dois métodos será mais indicado tendo em conta o seu caso.

Na nossa clínica, o Lasik só pode ser realizado quando a córnea é espessa o suficiente. Assim que, nos casos em que a córnea é significativamente fina, a cirurgia implicará maior probabilidade de complicações, como a perda de visão.

Neste cenário, o PRK é uma boa alternativa!

 

Operação miopia: Cirurgia de implante de lente

A cirurgia de implante de lente é uma metodologia recente mas eficaz para corrigir a miopia!

Esta cirurgia consiste em implantar uma lente artificial no olho, após a realização de um pequeno corte na córnea.

As lentes foram pensadas para ajudar na focagem da luz com maior nitidez na retina.

 

Conheça agora os 2 tipos de implante de lente:

  • Lentes oculares fáquicas – quando colocamos a lente artificial no olho sem remover a lente natural.

Esta opção é mais usual em jovens que têm uma visão de leitura mais estável;

  • Substituição artificial do cristalino– a lente natural ou cristalino é removida e substituída por uma artificial.

Antes de qualquer procedimento, aplicamos sempre anestesia local e, a maioria regressa com facilidade e precocemente à rotina diária.

E, os resultados?

 

As lentes fáquicas oferecem excelentes resultados, quando o assunto é a melhoria da visão a longo prazo!

Esta técnica, acarreta um maior risco, que consiste no desenvolvimento de catarata.

A grande maioria dos pacientes consegue uma melhoria considerável na acuidade visual. Uma grande percentagem de doentes consegue visão completamente normal.

Relativamente à substituição artificial da lente ou cristalino é realizada em adultos geralmente após os 50 anos de idade

É fundamental que antes de tomar uma decisão esteja a par de todos os tópicos positivos e negativos.

Acompanhe!

 

Complicações do implante da lente

A operação miopia, na qual inserimos implantes de lentes artificiais nos olhos, poderá em algumas exceções ter riscos.

A complicação mais comum é o desenvolvimento de catarata nas LIOs Fáquicas ou a opacificação da cápsula posterior na substitiuição do cristalino (PCO).

Mas, existem alguns outros riscos, como:

  • Hipertensão ocular;
  • Visão noturna prejudicada;
  • Halos de luz à volta dos objetos, especialmente à noite.

 

Os colírios de atropina são capazes de retardar, em alguns pacientes, a progressão da miopia, mas em contrapartida causam efeitos colaterais, como dificuldade de leitura e maior sensibilidade à luz.

Se escolheu este artigo possivelmente já têm o seu diagnóstico de miopia, mas nada está perdido.

A Clinsborges pode ajudar! Ao marcar uma consulta de oftalmologia, os nossos oftalmologistas analisarão o seu caso e, indicarão o tratamento mais adequado para preservar a sua saúde ocular!

Se estiver interessado marque já a sua consulta, através dos contactos disponibilizados.