Cirurgia de miopia: O guia definitivo

Cirurgia de miopia: O guia definitivo

A cirurgia de miopia é um dos tratamentos mais conhecidos e inovadores para corrigir a miopia!

O Lasik é a cirurgia ocular a laser que, ao longo dos últimos 20 anos, tem sido realizada para tratar a miopia, hipermetropia e o astigmatismo.

A maioria das pessoas não sabe que a deficiência visual é causada pelos erros refrativos, uma condição ocular que afeta cerca de 22% da população mundial.

O procedimento Lasik tem como objetivo moldar a córnea para permitir que a luz, que entra no olho, seja adequadamente focada na retina para se obter uma visão mais nítida.

A cirurgia Lasik é indolor e leva apenas 20 minutos em cada olho. Os resultados?

Melhorias na visão, sem óculos ou lentes de contacto, imediatamente após o procedimento, enquanto que a visão estabiliza em média entre 1 a 2 semanas.

Mesmo que não seja um bom candidato a Lasik, existem outras alternativas como a cirurgia com LIO Fáquica.

Como clínica oftalmológica no Porto já fomos a solução para o tratamento de várias doenças oftalmológicas.

Quando o assunto é a saúde, a prevenção é a melhor iniciativa que pode ter para travar a evolução de qualquer problema de visão.

Se por um lado têm a sorte de encontrar muita informação online, por outro nunca foi tão premente saber filtrar fontes credíveis.

Sabemos que existe muita procura pela cirurgia de miopia, por isso preparámos um guia com tudo o que necessita saber sobre todas as fases da cirurgia com maior procura: a cirurgia Lasik!

Vamos começar?

 

Como é realizada a cirurgia Lasik?

Tudo começa ao criarmos um retalho superficial muito fino na córnea do olho, com a ajuda imprescindível de uma ferramenta chamada microqueratótomo ou com um laser de femtossegundo.

Os nossos cirurgiões acedem à córnea subjacente, a que designamos estroma e, removem algum tecido, usando o laser Excimer.

Este tipo de laser vai criar um feixe de luz ultravioleta para remover certas quantidades microscópicas previamente calculadas de tecido da córnea.

A nossa missão é moldar a córnea para que a luz, que entra no olho, passe a concentrar-se com mais precisão na retina.

Para indivíduos míopes, a finalidade é aplanar a córnea e melhorar a visão.

Assim que conseguirmos remodelar a córnea, o retalho é recolocado no local, para cobrir a área onde o tecido da córnea foi removido.

No período de cicatrização é esperado que o retalho sele a córnea subjacente.

Antes que questione a medo: as gotas anestésicas locais fazem parte do primeiro passo do procedimento cirúrgico.

Nesta altura deve estar curioso sobre o diagnóstico, acertámos?

Descubra algumas pistas neste primeiro tópico!

 

O que acontece antes da cirurgia de miopia?

O exame oftalmológico completo antecede sempre a operação miopia!

A nossa primeira preocupação é garantir que os seus olhos estejam e permaneçam saudáveis o suficiente para o submetermos à cirurgia.

Neste momento está a pensar que é uma contradição, quando na realidade é este exame que descarta drasticamente eventuais complicações com a cirurgia.

No diagnóstico, para além da forma e espessura da córnea, avaliamos o tamanho da pupila e, procuramos evidências de outro erro de refração, assim como, qualquer despiste de condições oculares indesejadas.

O filme lacrimal também será avaliado e, mediante a observação, podemos recomendar um tratamento para evitar o risco de olhos secos após a cirurgia Lasik.

Graças ao instrumento topógrafo conseguimos medir a curvatura da superfície anterior do olho e desenhar uma espécie de mapa da córnea.

As ondas de luz transmitidas, através dos olhos, fornecem um mapa mais preciso para identificar alterações que afetem a sua visão.

Se utilizar lentes de contacto será aconselhado a interromper o seu uso 5 a 15 dias antes da realização dos testes pré-operatórios e, da própria intervenção cirúrgica.

É recomendado porque o uso prolongado das lentes de contacto pode causar alterações significativas na forma natural da córnea.

E, o que poderá esperar durante o Lasik?

Acompanhe!

 

O que acontece durante a cirurgia de miopia?

O início da cirurgia Lasik é sempre marcado com a aplicação de colírios no olho para impedir desconforto durante o procedimento.

Será solicitado para posicionar o olho sob o laser e, um espéculo é colocado para manter as pálpebras abertas.

Como o primeiro instinto são as contrações oculares, aplicamos um anel de sucção para garantir que estes instintos não afetem a qualidade do retalho.

Assim que criarmos o retalho da córnea, o processo é na realidade muito simples: enquanto olha para uma luz, o laser envia pulsos de luz para a córnea.

Estes pulsos de luz são capazes de remodelar a córnea.

O Lasik será realizado em cada olho sempre separadamente!

Dito isto, resta desvendar o que acontece após a cirurgia.

 

O que acontece após a cirurgia de miopia?

É provável que sinta a sensação de comichão ou prurido nos olhos após o procedimento.

No pós-operatório não poderá conduzir até ser avaliado no dia seguinte pelo médico oftalmologista.

Nesta fase é crucial percebermos se os seus olhos responderam ao tratamento e, se já estão capacitados para uma atividade exigente como a condução.

A visão estabiliza dentro de alguns dias, mas a acuidade visual será avaliada para acompanharmos os resultados do tratamento.

A maioria consegue alcançar bons resultados com a cirurgia. Só em raras exceções comprovámos a necessidade de lentes de correção.

Ainda assim é possível proceder a um retoque para alcançar a correção completa desejada, alguns meses após a cirurgia.

Após a cirurgia deve adiar temporariamente todas as atividades físicas moderadas ou intensas.

Esfregar o olho, um gesto aparentemente inofensivo, pode ser responsável por descolar ou remover o retalho da córnea.

Como centro especializado em doenças oculares, conseguimos afirmar que a cirurgia a laser pode melhorar drasticamente a sua qualidade de vida.

Precisa de um exame ocular?

Com a ajuda da Clinsborges poderá descobrir se a cirurgia Lasik é adequada ao seu caso e, proceder ao tratamento ideal.