Cirurgia aos olhos Lasik: impactos e marcos históricos na oftalmologia

Cirurgia aos olhos Lasik: impactos e marcos históricos na oftalmologia

A cirurgia aos olhos Lasik (Laser-Assisted in Situ Keratomileusis) desencadeou nos últimos 25 anos uma autêntica revolução na oftalmologia, a técnica mais célebre e reconhecida mundialmente para corrigir problemas visuais tais como miopia, hipermetropia e astigmatismo.

                Uma dificuldade para ler um texto aqui, outra para focar uma placa mais distante quando conduz e, quando dá por si, a dificuldade de ver com nitidez é já um sinal de alerta!

                Os erros de refração constituem um dos grupos de doenças oculares de maior prevalência mundial, no entanto continuam a não receber a devida atenção, colocando a sua visão em risco.

                Estes erros ocorrem quando a luz sofre uma espécie de desvio antes de atingir a retina para formar as imagens, causado pela própria anatomia do olho quando aquela atravessa o globo ocular.

Já todos ouvimos nalguma fase da vida “os olhos são o espelho da alma e a janela do mundo”, ainda assim a maioria das pessoas que até têm uma visão funcional não refletem nas ameaças a que olhos estão sujeitos e, muito menos, nas providências necessárias para as afastar.

                A prevenção é primordial quando está em jogo a nossa saúde! Com a saúde ocular não deve ser diferente!

                Enquanto clínica oftalmológica estamos cientes que existe muita desinformação sobre a cirurgia para astigmatismo, miopia e hipermetropia, por isso decidimos abordar esta realidade.

                Vamos começar?

Em que circunstância recorrer à cirurgia aos olhos?

                Para os mais curiosos, a saber:

                A cirurgia para corrigir a refração ocular ou cirurgia lasik recebeu o aval da Food and Drug Admnistration (FDA) em 1998, da NASA e ainda, da Força Aérea Norte-Americana.

                E, antes que questione o motivo permita-me antecipar:

                Foi graças à cirurgia correção da graduação a laser que se conseguiu tratar problemas refrativos de centenas de astronautas e pilotos de avião.

                Os contínuos avanços tecnológicos e a introdução de métodos inovadores permitiram a esta técnica reduzir o número de dioptrias e eliminar por completo problemas visuais em milhões de pessoas a partir dos 20 anos de idade e com um erro refrativo estável.

Esta cirurgia aos olhos destaca-se ainda por ser segura, indolor, pela rapidez da intervenção cirúrgica e, sobretudo, pela eficiente recuperação visual.

                A intervenção demora meramente 15 a 20 minutos em cada olho, oferecendo a possibilidade de poder regressar a casa e à sua rotina diária na normalidade, a partir do dia seguinte à operação.

                No perfeito estado do olho humano, a imagem dos objetos forma-se sobre a retina. O cristalino, conforme a distância a que se encontra esse objeto encurva-se de forma a reproduzir uma imagem nítida, processo já deve ter ouvido falar (acomodação).

                Quando as imagens ao nosso redor não se formam sobre a retina, a visão é desfocada e turva, estando por isso na presença de condições designadas por erros refrativos.

                Por incrível que seja, ainda há quem acredite que só deve recorrer ao exame de refração mediante algum problema aparente ou desconforto visual.

                A avaliação ocular é fundamental em qualquer fase da vida, pois ainda continua a ser a melhor arma de defesa contra qualquer ameaça visual.

                Se já tiver sido diagnosticado com algum problema de refração, utiliza óculos ou lentes de contacto deve submeter-se a novas avaliações regularmente.

                Nas consultas de oftalmologia não só avaliamos o seu grau de visão como analisamos toda a estrutura ocular, assim como as suas funções motoras e sensoriais, nas quais se incluem a avaliação de estruturas tais como a córnea, o cristalino, a pressão ocular, a retina e o vítreo.

Como é realizada esta cirurgia Lasik aos olhos?

                A cirurgia Lasik dos olhos da miopia, hipermetropia e astigmatismo pode ser realizada com recurso a dois tipos de laser:

  • Femtolaser, responsável por executar o princípio de fotodisrupção ótica e criar um flap (retalho) corneano;
  • Excimer laser, que tem a seu cargo princípio de fotoablação ótica para corrigir defeitos e melhorar a visão.

O resultado final dependerá sempre de cada caso e da origem do problema, no entanto conseguimos reduzir número de dioptrias e, até corrigir o problema permanentemente.

Como manda a ética profissional, é nosso dever cívico alertar cada paciente que, como em qualquer outra cirurgia aos olhos existem contraindicações e riscos ou complicações associadas, entre as quais a possibilidade de infeção e inflamação pós-cirúrgica.

No entanto, estes riscos são muto raros dada a eficácia da operação aos olhos em questão, aos aparelhos e à medicação administrada, nunca excluindo os cuidados de assépsia acordados antes, durante e após a cirurgia.

Se avançarmos para cirurgia Lasik dos olhos da miopia, hipermetropia e astigmatismo vamos proceder a uma avaliação pré-operatória meticulosa para detetar eventuais alterações no nervo óptico ou retina que a possam comprometer.

Na impossibilidade de realizar cirurgia LASIK por erro refrativo elevado (> 7 D) ou córnea demasiado fina, podem ser usadas lentes intraoculares de câmara anterior ou posterior (LIOs Fáquicas) para a correção desejada da miopia, hipermetropia e/ou astigmatismo. Na verdade, com a nova geração de lentes intraoculares dobráveis, a recuperação da acuidade visual poderá ser tão rápida como acontece com o Lasik.

A cirurgia aos olhos com o recurso a uma lente intraocular é cada vez mais procurada a partir dos 40-55 anos e, o principal motivo é a possibilidade de ficar a ver bem sem óculos ou lentes de contacto!

No que diz respeito ao recurso da lente intraocular multifocal ou de foco estendido o seu cálculo, uma avaliação pré-operatória meticulosa, a par de um procedimento cirúrgico exemplar, tem na Clinsborges uma elevada taxa de sucesso e recuperação visual.

Este procedimento refrativo ficou muito conhecido como cirurgia da catarata e por viabilizar a restituição da visão e, assegurar uma qualidade ótica e de vida excelentes.

Se neste momento tem fortes suspeitas de apresentar um erro refrativo ou já foi diagnosticado e está à procura de uma cirurgia para correção da sua graduação pode contar com a Clinsborges para o próximo passo!

Na nossa clínica vai encontrar profissionais altamente qualificados e cirurgiões oftalmológicos capazes de atender a sua necessidade com o maior profissionalismo.

Em todos os casos, a prevenção é sempre o melhor remédio. Confie esse cuidado a especialistas que protegem diariamente a visão!

Marque já a sua consulta de oftalmologia com a nossa equipa, através dos contactos disponibilizados.