Slide background

Entre em contacto

222 026 669
919 870 967 – 969 884 965

Envie uma mensagem

geral@clinsborges.pt

Visite-nos

Av. Rodrigues de Freitas
407-409 PORTO

Oftalmologia

Informações Úteis

Testemunhos

O que os nossos clientes dizem…

0% Qualidade
0 Pacientes por ano
0 Equipa
0 Anos de experiência
0 Pacientes Satisfeitos

Profissionais

A Equipa

Ana Rita

Ana Rita

Optometrista - Técnica da Visão

Perguntas Frequentes

Necessita de esclarecer alguma dúvida?

A resposta a esta pergunta depende de vários fatores tais como a idade, a estabilização e o tipo de erro refrativo a corrigir. Para responder a esta pergunta também é fundamental a realização de um exame oftalmológico completo que poderá inviabilizar ou complicar, consoante o caso, a realização de uma intervenção cirúrgica corneana ou intra-ocular.

Em primeiro lugar é importante confirmar o diagnóstico! Muitas vezes apenas foi detetada uma tensão ocular elevada que deveremos confirmar se é ou não real. Mais do que o valor da tensão ocular é importante verificar sé existe ou não já lesão do nervo óptico e a partir dai esclarecer o doente que nos procura da real gravidade da sua situação clínica.

Em primeiro lugar na altura em que é feito o diagnóstico é mandatória a realização de uma consulta de Oftalmologia. Posteriormente a periodicidade depende do Tipo de Diabetes e do Grau da Retinopatia Diabética. Se não houver envolvimento ocular é importante pelo menos uma consulta de 2 em 2 anos, sendo de realçar, que o mais importante é o doente apresentar um bom controlo metabólico.

Se não houver suspeita de doença ocular ao nascimento a criança poderá ser consultada a partir do 1º ano de idade. É fundamental uma consulta de oftalmologia na idade pré-escolar (3-5 anos) para possibilitar a deteção de fatores ambliogénicos que podem levar a uma perda irreversível da visão.

Parcerias & Acordos